Algumas pedras da minha 6a. limpeza

Algumas pedras da minha 6a. limpeza
¡VUALÁ! Algumas pedras de minha 6a. limpeza

quarta-feira, 21 de março de 2012

No que consiste a Limpeza do Fígado?

O processo de limpar o fígado não se atém apenas ao fígado mesmo: cada ciclo de limpeza demanda uma boa limpeza do cólon, sempre bem-vinda, e a cada 3 limpezas do fígado uma boa limpeza dos rins (mais bem-vinda ainda!)

Dessa forma, se propor a fazer as limpezas, que são mensais ou a cada 2 meses, implica em entrarmos em uma faxina profunda de todo o sistema: ao longo das limpezas vamos desencrustando excrementos antigos colados às paredes do cólon, eliminamos os cálculos biliares (que nada mais são que um viveiro de bactérias habitando uma bola de bilis velhas e colesterol velho endurecido) que obstruem fígado e vesícula, e purificamos os rins com uma mistura de ervas tomadas por 30 dias a cada 3 limpezas, de forma que também cálculos renais são eliminados.

Realizei meu ciclo de limpezas no ano de 2008, e agora faço a limpeza semestral de manuntenção (devo estar pela 16a. limpeza). Durante este período é incontável o número de casos de curas com que entrei em contato, transformações de quadros clínicos, pessoas a ponto de deitar na mesa de cirurgia que "milagrosamente" se livraram de cálculos, etc.

O empenho que nos é solicitado é um mínimo de disciplina para:

1. Durante 6 dias beber 1 litro de suco de maçã e evitar carnes, comidas gordurosas e sobremesas.

2. Durante 2 dias vamos tomar uma boa quantidade de laxante, se prepare para ir ao banheiro pelos menos uma 5 vezes durante o processo.

3. Teremos que beber meio copo de azeite com suco de limão ou laranja, tem gente que até acha gostoso.

4. E teremos que fazer um jejum, durante o dia da limpeza para poder colher os melhores frutos de nosso esforço. Este jejum vai das 2 da tarde de um dia, até as 10 da manhã do dia seguinte, praticamente é como esquecer de jantar, não precisa ser Saddhu para dar conta.

Não entrarei aqui em detalhes sobre o processo da limpeza em si, pois tal como orienta Andreas Moritz em seu livro, é importante ter consciência de vários detalhes envolvidos nesse processo para podermos realmente compreender o que está acontecendo.
Por isso ele recomenda as pessoas a lerem o livro completo ("Limpeza do Fígado e da Vesícula", Editora Madras) antes de iniciarem o processo de limpeza propriamente dito. Eu atendi a esta recomendação e realmente senti que fez toda a diferença, então de minha parte seguirei incentivando as pessoas a fazerem o mesmo.

Este livro é bem divulgado, mas em muitas cidades ele não é encontrado.
O blog www.perlas-prill.com.br o vende por preço tabelado por internet para entrega via Correio.




83 comentários:

  1. a limpeza realmente funciona, estou na segunda limpeza e gostaria de saber onde voce encontrou as ervas para fazer tambem a limpeza dos rins?

    ResponderExcluir
  2. Das 10 ervas recomendadas no livro para limpeza renal, 5 delas não encontramos aqui no Brasil, já tentei de tudo! Entao o jeito é importar, comprar no fornecedor que Andreas Moritz recomenda no livro. Outra alternativa é a página www.perlas-prill.com.br que está vendendo uma combinação de ervas alternativa, de plantas locais, para substituir a receita do livro. Caso não esteja disponível no site as ervas para venda, escreva para contato@perlas-prill.com.br para encomendar. É o que eu tenho feito.

    ResponderExcluir
  3. Olá, onde encontrar os sais de Epsom aqui no Brasil ?

    ResponderExcluir
  4. Olá, Sais de Epsom é o SALAMARGO, Sulfato de Magnésio, que se encontra em qualquer farmácia. O livro não traduziu este nome "sais de epsom"que é como o sulfato de magnésio é conhecido nos Estados Unidos, de onde vem o livro. Mas aqui no Brasil é conhecido como salamargo, um laxante popular, barato, se encontra em farmácias.

    ResponderExcluir
  5. Olá, obrigado, já comprei o livro e o salamargo, já tomei um pouco antes e vou fazer a limpeza essa semana.

    ResponderExcluir
  6. Eu já fiz duas limpezas no sistema do Andeas Moritz.
    Na primeira sairam poucas pedras, todas bem pequenas e em pouca quantidade. Já minha esposa e minha sogra, muitas e bastante e tamanhos grandes também.
    Achei que tinha feito algo errado, e basicamente fiz, não tomei nada de maçã na primeira.
    Bom, mas na segunda eu caprichei, fiz todo o procedimento da maçã de uma semana.
    Mas ao fazer a limpeza, mesma coisa, bem poucas pedras e bem pequenas, de 2 a 3 mm.
    Será que eu não tenho pedras? Ou devo continuar fazendo as limpezas?
    Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O senhor deve continuar fazendo as limpezas. Nas primeiras limpezas pode acontecer de sair principalmente a gordura acumulada no fígado, o que é necessário antes de que as pedras comecem a sair. Então persista e não desista!
      Veja na página 141 do livro de Andreas Moritz as recomendações do que fazer para otimizar as limpezas, procedimentos simples para facilitar o fígado a liberar os cálculos incrustados.

      Excluir
    2. Ah, e muito cuidado com a alimentação no 6o. dia de suco, realmente não ingerir nada de proteína ou gordura nem no café da manhã e principalmente no almoço (comer realmente arroz sem óleo e vegetais no vapor). Comer gordura e proteína no dia da limpeza pode por a perder todo o trabalho e realmente não sair nenhuma pedra.

      Excluir
  7. Olá.
    Tenho hepatite C e um elevado grau de cirrose. Gostaria de saber se existe alguma contra indicação para que eu realize a limpeza.
    Grato.

    Paz e Luz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nenhuma contra-indicação, somente benefícios. Só não pode fazer a limpeza mulheres grávidas - esperar concluir a gestação e fazer a limpeza posteriormente.
      Casos de cirrose e hepatite inclusive apresentam regeneração do fígado após o ciclo de limpezas.

      Excluir
  8. Deixe-me ver se e entendi Durante 6 dias beber 1 litro de suco de maçã e evitar carnes, comidas gordurosas e sobremesas.

    2. Durante 2 dias vamos tomar uma boa quantidade de laxante, se prepare para ir ao banheiro pelos menos uma 5 vezes durante o processo.
    Então o laxante só sera nesse dois dias e depois repetir o a limpeza a cada 15 dias .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sr. Parvati Dev , gostaria de tirar uma dúvida , nessa sexta limpeza em que estar exposto a imagem , é durante a limpeza do figado ou a limpeza do cólon?

      Excluir
    2. Olá Glória, os cálculos da foto saíram durante a diarréia do 7o. dia, depois de tomar as 3a. e 4a. doses de Sais de Epsom. Muitos cálculos saem também na limpeza do cólon (algumas vezes tanto quanto na diarréia), mas neste caso os grandes saíram logo no início.

      Excluir
  9. Olá Glória, em primeiro lugar sugiro fortemente a senhora adquirir o livro, pois é lá que a senhora poderá tirar todas as dúvidas que surgem durante a limpeza.
    Caso não encontre nas livrarias de sua cidade, compre por internet (por exemplo, página www.perlas-prill.com.br)
    sobre sua pergunta: sim, o laxante é somente no sexto e sétimo dias da limpeza. No sexto dia à noite (18 e 20 hs) e no sétimo dia pela manhã (6:30 e 8:30 da manhã).
    Sobre a repetição da limpeza, ela deve ser a cada mês, ou no máximo a cada 2 meses. Caso queira acelerar o processo, pode dar 3 semanas de intervalo entre uma limpeza e outra, mas não antes que isso, pois a limpeza pode não ser eficiente.

    ResponderExcluir
  10. Eu nao tenho vesicula. Devo fazer a limpeza do rim antes?

    ResponderExcluir
  11. Olá Maria Teresa,
    A limpeza dos rins deve ser feita antes das limpezas do fígado para as pessoas que tem histórico de cálculos renais. Caso a senhora já tenha tido pedras nos rins ou mesmo alguma inflamação, então sim, fazer um ciclo de 20 a 30 dias tomando a receita de ervas renais antes de começar as limpezas do fígado.
    Para o caso de não ter vesícula, no livro há um apartado tratando especificamente deste assunto. Há a sugestão de alguns produtos que a senhora pode escolher, o que for de mais fácil acesso, para ser ingerido antes de cada limpeza do fígado.

    ResponderExcluir
  12. Tenho pedras nos rins. Isto siginiica dizer que NÃO POSSO fazer a limpeza do fígado antes de fazer a limpeza dos rins? Agradeço por uma URGENTE resposta. Bom Ano Novo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é isso mesmo. Para todos que tem histórico de pedras nos rins, fazer ANTES DE TUDO um ciclo de limpeza dos rins, que consiste em tomar as ervas renais durante 20 a 30 dias. Depois de um mês, repetir o mesmo procedimento, já que as pedras não são dissolvidas em uma única limpeza. Após esta limpeza inicial dos rins, iniciar os ciclos de limpeza do fígado, e lembrar de que a cada 3 limpezas do fígado se deve repetir esta limpeza dos rins durante 20 a 30 dias.
      No final de todo o processo a idéia é estar, além de fígado e vesícula limpos, ter também eliminado eventuais pedras dos rins e obstruções do cólon.

      Excluir
  13. Minha mãe tem 78 anos e esta´com pedras na vesicula .
    Os medicos dizem que são assintomaticas pois são grandes e ate´agora
    ela nada sentiu . Mesmo com essas pedras grandes ela pode fazer essa limpeza ?
    Não tem perigo de pararem no canal ou irem pro Pancreas ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria Cristina,
      Tenho acompanhado inúmeras pessoas durante o processo de limpeza, e pelo o que tenho observado, o que Andreas Moritz afirma no livro é realmente verdadeiro: executando o método a risca, tal como indica o livro, não há riscos. Nem para quem tem idade avançada, nem para quem tem cálculos grandes.
      O livro prescreve vários procedimentos, que mesmo que não compreendamos a razão de ser, é importante seguirmos.
      Por exemplo: o autor afirma que após beber o azeite na noite da limpeza, deitar imediatamente com dois travesseiros, de barriga para cima, e tentar permanecer nesta posição toda a noite. Ainda que seja uma noite incômoda, ter em mente o profundo processo de purificação que está tendo lugar, sendo pedido em troca o incômodo da noite mal dormida.
      Depois ele diz que, se precisar mudar de posição, DEITAR DE LADO SOBRE O LADO DIREITO DO CORPO. Não há maiores explicações, mas temos que seguir esta instrução: Fígado e Vesícula se conectam ao duodeno, tal como o canal do baço e pâncreas. Se deitamos sobre o lado esquerdo do corpo pode haver o risco de algum cálculo, por gravidade, obstruir o canal do pâncreas. Deitando sobre o lado direito, não há este risco.
      Caso sua mãe se anime a realizar as limpezas, ter em mente que nas primeiras limpezas sairão excesso de gordura que pode estar no fígado e poucas pedras. A pedras maiores são as mais profundas e são removidas no avançar do processo.
      O mesmo se aplica para os cálculos na vesícula, podem demorar algumas limpezas até sairem, mas não desanimar.
      No site espanhol www.lalimpiezahepatica.blogspot.com tem a recomendação de um método "avançado"para aqueles que já fizeram umas tantas limpezas e ainda não limparam a vesícula por completo. Se chama "método fusion" no qual se ingere mais azeite e suco de limão/laranja divididos em 3 doses, e ainda se soma um pouquinho de Coca-Cola, cujo ácido fosfórico intensifica a limpeza.
      Eles recomendam este método depois de já ter feito várias limpezas "convencionais".
      Neste site também há inúmeros depoimentos onde você poderá ver que muitas pessoas já expeliram cálculos grandes. Seguir à risca o passo-a-passo e fazer as limpezas com confiança.
      Boa sorte.

      Excluir
  14. Acabei de fazer a primeira limpeza, hoje às 8h. Achei que fosse mais incômoda do que foi. E em relação aos cálculos, já pude visualizar vários. Farei a segunda daqui três semanas. E observar as melhoras.

    ResponderExcluir
  15. Sim, é bem tranquilo, e favor nos relatar as melhoras que sinta.
    Boa sorte.

    ResponderExcluir
  16. Olá, Tudo bem?! Fiz a limpeza duas vezes e na segunda vez fiquei impressiona com a quantidade e o tamanho das pedras... Estou indicando para várias pessoas que percebo que se beneficiariam com a limpeza. O problema é a limpeza do cólon. Fiz a hidrocolon o problema é que não é um tratamento acessível, muitas pessoas não podem pagar... Gostaria de saber se apenas com o enema é possível fazer a limpeza do cólon, como preparo para a limpeza do fígado/vesícula?! Ou seja, o que indicar para pessoas que não tem acesso a uma hidrocolonterapia?!
    Desde já agradeço. abç. Mirna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mirna,
      Segundo Andreas Moritz a hidrocolonterapia é o melhor, e é insubstituível. Mas claro que ele também sabia que nem todos teriam acesso, então sugeriu alternativas:
      1. Colema Board: uma prancha que não conseguimos importar aqui para o brasil que imita uma hidrocolon, feita em casa. Se apoia esta prancha sobre o vaso sanitário, e se faz a lavagem intestinal se não me engano com 20 litros de água proveniente de um balde. É uma lavagem tão profunda quanto a hidrocolon feita com máquina, na qual a água circula por todo o cólon.
      2. Não tendo acesso à hidrocolon nem ao Colema Board, utilizar um irrigador de 2 litros. Melhor utilizar estes irrigadores deitado no chão, sobre o lado esquerdo do corpo. Com estes irrigadores introduzimos os 2 litros de água, ficamos deitados uns minutos (2 a 5) para que a água dissolva o material a ser limpado, e quando nos levantamos vamos direto para o vaso sanitário evacuar essa água e os dejetos. Este processo pode ser repetido em seguida mais 1 ou 2 vezes sem riscos. A cada limpeza veremos como a água sairá cada vez mais limpa, e este é o objetivo.
      Fora estes métodos, as alternativas que se encontram em farmácias como clisters com laxantes, ou pêras de borracha para enemas, são métodos totalmente ineficazes para efeitos desta limpeza em questão. Necessitamos grandes quantidades de água, e os 200 ou 300 ml do clister ou da pêra não dão conta de fazer a limpeza tal como necessitamos.
      Antigamente esses irrigadores de 2 litros eram facilmente encontrados. Hoje nem mesmo em lojas de produtos hospitalar estamos encontrando.
      O site www.perlas-prill.com.br vende um modelo importado, dobrável, muito prático, e que atende todo o ciclo de limpezas do fígado. É a alternativa mais simples que podemos propor.
      Fora isso conheço pessoas que vendo o site do "Colema Board" se inspiraram e fizeram sua prancha caseira de Colema Board no melhor estilo " jeitinho brasileiro", o que também é uma ótima alternativa.
      Ficam as sugestões.

      Excluir
    2. Tenho algumas dúvidas
      De qtas maçãs preciso para ym litro de suc??
      Posso comer as maçãs ao invés do suco?
      Devo evitar carnes , e derivados de leite nos seis dias ou so no último dia?
      Sempre que tomo laxante em comprimido tenho muitas colicas ocasionando queda de pressao com o salamargo tbm terei colicas?

      Excluir
  17. Estou indo para a minha segunda limpeza. Na primeira saiu umas mil e tantos cálculos.
    Eu tenho um problema, não tenho como fazer a hydrocolunterapia. Eu estou com medo.
    Vc. poderia me ajudar? Aqui no Rio de Janeiro, vc conhece alguma clinica de saúde ou algum consultório médico que faça esse procedimento? Preciso falar com vc. Muito obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Geronimo, como dito na resposta acima, a hidrocolonterapia é a melhor alternativa, e tendo recursos para poder investir nesta terapia, invista com convicção. No caso de não ter os recursos, não deixe de fazer a limpeza do fígado, mas substitua a hidrocolonterapia por um bom enema de 2 litros, repetidos 1 ou 2 vezes se necessário.
      A única terapeuta que conheço no Rio de Janeiro é http://www.susikelly.com/hidrocolon.html ela trabalha há muitos anos com terapias alternativas, é uma referência. Com certeza o senhor encontrará outros terapeutas no Rio de Janeiro fazendo uma pesquisa no Google.
      Não tenha receio em relação a esta terapia: é algo que hoje é desconhecido, mas é uma terapia muito antiga e eficaz, que não apresenta riscos ao ser bem feita, e que traz muitos benefícios à saúde ao eliminar dejetos antigos que podem estar aderidos às paredes do cólon. Na medicina ayurvédica - da Índia - por exemplo, é muito usual, já que muitos males que afetam à saúde podem estar relacionados a um cólon obstruído, e material em putrefação aprisionados no cólon, o que é uma fonte de toxinas e parasitas que contamina o organismo desde dentro.
      Dentro do ciclo das Limpezas do Fígado esta limpeza é fundamental tanto para limpar o intestino para abrir caminho para o cálculos, quando para, nos dias que se seguem à limpeza, lavar para fora cálculos que podem ter permanecido no cólon.
      No caso do senhor, por exemplo, que eliminou mais de mil cálculos, pode ter acontecido de outro tanto (centenas deles) terem ficados presos nas reentrâncias do cólon, e sido absorvidos novamente - já que os intestinos são órgãos de absorção. Quando fazemos a lavagem intestinal no dia seguinte da limpeza (ou em um dos 3 dias que se seguem, como recomenda o livro) o objetivo é pôr para fora os cálculos que não foram eliminados na diarréia, que podem ser muitos, centenas deles.

      Excluir
  18. Realizei ressonância magnética e ultrassom e não foi detectado cáculos biliares. No entanto possuo alteração no Gama GT, por isso penso realizar a limpeza do fígado, mas não sei se seria adequado. Tenho um cálculo renal há mais de 10 anos, assintomático, assim não gostaria de fazer nada para o rim nesse momento, minha prioridade é o fígado, dessa forma eu pergunto é possível realizar a limpeza do fígado sem realizar a limpeza renal? E no caso de não ter sido detectado nada na ressonância em termos de cálculo seria indicado realizar a limpenza do fígado? Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Júlio,
      Responderei baseada no que o autor Andreas Moritz recomenda no livro:
      Todos nós, com a vida moderna que temos hoje, temos cálculos biliares no fígado. Os cálculos na vesícula são calcificados, por isso aparecem nos exames: tem uma consistência dura, como pequenas pedras mesmo, quem já extraiu vesícula sabe bem. Os cálculos no fígado NÃO são calcificados, por isso NÃO aparecem nos exames. Ao fazer a limpeza do fígado vemos como eles tem textura de argila, sendo constituído por bilis velha e colesterol velho - substâncias que encontramos abundantes pelo fígado e sistema digestivo, assim que não se diferenciam nos exames.
      Segundo Andreas Moritz é praticamente impossível hoje, uma pessoa que vive na cidade, respirando o ar das cidades, comendo produtos industrializados com químicos, tomando medicamentos, não ter cálculos no fígado. Então a limpeza é SEMPRE recomendada.
      E no caso do senhor já ter histórico de problema nos rins, duplamente recomendado, mas neste caso tem que primeiro começar limpando os rins: Dr. Moritz recomenda 1 ou 2 ciclos de limpeza renal com uma receita de chá renal a ser tomado durante 20 a 30 dias.
      É um chá muito efetivo, que atua sobre cristais e cálculos renais, dissolvendo-os.
      Após a limpeza dos rins, passar para a limpeza do fígado. E a cada 3 limpezas do fígado, refazer mais um ciclo de 20 a 30 dias de chá renal para purificar os rins, que podem se sobrecarregar com a quantidade de toxinas que podem entrar na circulação ao fazermos as limpezas do fígado.
      Assim que acredito que não há nada a temer em tomar esse chá renal, somente benefícios. Pode ser que o senhor descubra que ao final dos ciclos de limpezas, seu cálculo foi dissolvido e não está mais aí. Conheço pessoalmente alguns casos desses.
      Mas caso o senhor não queira mexer com os rins, então melhor não fazer a limpeza do fígado, pois, como disse anteriormente, pode sobrecarregar os rins ao longo do processo: imagine que ao eliminarmos os cálculos biliares do fígado 99% desse material velho e tóxico é colocado para fora, mas um 1% pode ser reabsorvido pelo organismo, indo parar nos rins.
      Andreas Moritz diz que se a pessoa não está disposta a fazer as limpezas renais (a cada 3 limpezas) e do cólon (necessária a cada limpeza do fígado), e não vai fazer as limpezas até o final, até o fígado estar totalmente limpo, o que pode tardar de 6 a 10 limpezas ( e em alguns casos até mais), melhor não fazer nada em definitivo. Deixando os cálculos onde estão, pelo menos eles estão acomodados, as toxinas e gordura estão retidas fora da circulação sanguínea, e melhor permanecer assim, do que começar as limpezas, sem ir até o fim: como pegar um copo de água suja onde a sujeira está devidamente decantada, remexer esta água, levantar a sujeira, mas não limpá-la.
      Espero ter podido responder sua pergunta e sobretudo espero ter animado o senhor a realizar as limpezas, mas realmente temos que ir até o final com ela, não podemos agarrá-la pela metade. Att.

      Excluir
  19. Parvati Dev , tenho uma dúvida estou realizando a limpeza a algum tempo , pelo calculo estou indo para décima segunda limpeza e ainda continua a sair as pedras , e apareceu pedras no meu exame de urina , pedras nos rins , eu não sei se fiz a limpeza renal bem , mas a minha dúvida é , devo continuar a limpeza da vesícula ou não , afinal continua a sair pedras . Um abraço ! Aguardo resposta .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Glória, A recomendação geral sempre é insista, persista e nunca desista! Pois sim, a senhora deve seguir com as limpezas do fígado até pararem de sair as pedras. E prestar atenção em duas coisas:
      1) fazer religiosamente as limpezas dos rins com as ervas renais durante 20 a 30 dias a cada 3 limpezas do fígado. Beber bastante água durante este período.
      2) fazer as limpezas do fígado completas, tal como é descrito no livro, com as 2 limpezas do cólon antes e depois de cada limpeza do fígado.
      A lavagem intestinal no dia seguinte à limpeza do fígado é fundamental para remover cálculos que possam ter ficado alojados nas reentrâncias do cólon (que sempre ficam). Se esses cálculos não são removidos, eles serão reabsorvidos pelo organismo, esse material tóxico entra outra vez na circulação, o fígado voltará a filtrá-lo, novos cálculos serão formados e a senhora demorará mais tempo até ter finalmente seu fígado limpo.

      Excluir
    2. Ah, e outra coisa: isso de ter saído pedras no exame de urina pode justamente sinalizar que a limpeza dos rins foi bem sucedida, pois cálculos ou cristais renais são dissolvidos através do chá em cristais menores, que são eliminados pelo organismo através da urina.
      Caso a senhora não tenha feito a limpeza renal no período que antecedeu este exame de urina, então pode também simplesmente sinalizar que a senhora necessita beber mais água: está faltando água para "lubrificar"os rins e auxiliá-los a por para fora os resíduos. Estes resíduos estão se acumulando nos rins e formando esses cristais que aparecem nos exames de urina.

      Excluir
  20. Eu comprei o livro e tinha entendido que uma opção de limpezá do cólon é ingerir em jejum após poucos dias da limpeza hepática uma solução de 1 colher de sais de Epson em um copo d'Água . Entendi errado?

    ResponderExcluir
  21. A limpeza do cólon recomendada no livro após a limpeza do fígado é com enema de água, ou melhor ainda com hidrocolonterapia (em clínicas que tem a máquina para fazer essa limpeza, que é a mais profunda e indicada pelo autor). Os sais de Epsom tem que ser tomados em 2 doses no dia seguinte à toma do azeite com suco de laranja. Seguindo o cronograma do livro, no 6o. dia do suco de maçã se toma o azeite e laranja as 22 hs. No dia 7 se toma sais de epsom as 6:30 e 8:30 hs da manhã. E neste mesmo dia 7 ou nos próximos dois dias, se faz a limpeza do cólon com água.
    E para os que tem intestino preso, pode-se tomar 1 colher de sais de epsom em água sempre que sentir necessidade (fora do período da limpeza do fígado), mas ter em conta que os sais são fortes e causam um tipo de desidratação no organismo, por isso o mais recomendado para casos de constipação é o Colosan.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também vi a opção de utilizar sais de Epsom (Sal Amargo) durante 3 semanas, sendo uma colher de chá com um copo de água morna pela manhã, em jejum, durante 3 semanas. E esse tratamento poderia ser feito até 3 vezes durante o período de um ano. Se está no livro, assim como o chá de Aloe Vera, antes do capítulo do enema, porque não seria recomendado esse método?

      Excluir
    2. Olá Wellington, esses procedimentos são de limpeza intestinal, válidos no caso de constipação e sempre que se fizer necessário. Mas no caso do passo-a-passo da limpeza do fígado Andreas Moritz deixa claro no livro que a lavagem com água não pode ser substituída por nenhum outro método. Somente a água pode arrastar certos dejetos, antes da limpeza, e arrastar os cálculos que podem estar presos nos intestinos, depois da limpeza.

      Excluir
  22. Olá!

    Fiz este fim-de-semana a minha primeira limpeza.
    Fiz um enema antes de começar a limpeza. No sexto dia fiz o procedimento como descrito e nessa noite começaram as evacuações liquidas, sem qualquer sinal de pedras.
    Senti-me bastante cheia, a minha barriga estava bastante dilatada.
    Apesar de estar com as evacuações liquidas, como diz o livro que é esperado, como esta sensação não passava decidir fazer um enema pela manhã, antes do sumo fresco. Saíram algumas pedras pedras (4 ou 5).
    Continuei a evacuar durante o dia, sempre sem saída de pedras. Pela noite resolvi aplicar outro enema. Apliquei 3 enemas seguidos e sairão imensas pedras verdes. Inicialmente todas pequenas e por fim algumas grandes, com quase 3 cm de comprimento.

    Achei estranho, porque será que não terão saído normalmente? Porque terão saído apenas com o enema?

    Será que devo aplicar mais enemas ou terão saído todas já? O ultimo que apliquei a agua veio limpa.

    Obrigado,

    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana, como cada organismo é um, a limpeza realmente acontece diferentemente para cada um. Você agiu corretamente, ao ver que seu organismo ainda pedia limpezas do colon, pois as pedras ou demoraram mais para chegar até o colon, ou seu colon estava obstruído e necessitou os enemas anteriores até desobstruir e deixar passar os cálculos grandes que voce descreveu.
      Temos que ter um certo "feeling" e saber seguir nossa intuição num caso desses.
      Há possibilidade também de você ter eliminado gordura do fígado. Primeira sai a gordura depois vem as pedras, então pode ser que por isso nas primeiras evacuações aparentemente não saiu "nada"... mas saiu a gordura desobstruindo os canais para que os cálculos pudessem se movimentar.
      Você é a prova da importância da lavagem intestinal, mesmo uma forte diarréia às vezes não tem força para por para fora cálculos grandes. Só a lavagem com água mesmo.
      Provavelmente numa futura limpeza os cálculos já sairão na diarréia e seguindo um ritmo constante nas limpezas (uma por mês ou uma a cada 2 meses) verá como cada vez mais facilmente e em maior quantidade os cálculos serão eliminados, e cada vez com menos desconforto.
      Persevere.

      Excluir
  23. Olá. Eu precisei extrair um rim, mas o outro está 100%. Devo fazer a limpeza do rim antes do figado? gratidao. Paulo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Andréa, se está 100% não precisa se preocupar.Pode fazer as limpezas renais a cada 3 limpezas do fígado, tal como rege o protocolo padrão.

      Excluir
  24. OLá Parvati,
    Muito grata por sua dedicação a tantos esclarecimentos.
    Estava sentindo tonturas e má digestão e resolvi fazer um ultrassom. Fui diagnosticada com pedra na vesícula sendo que a maior pedra tinha 14mm. Meu médico me deu três meses para tirar a vesícula e então eu mergulhei profundo nas limpezas, que já tinha ouvido falar. A sensação de melhora foi incrível, me senti muito mais disposta e dores nas costas acabaram. Nas três limpezas saíram pedras verdes e, como não usei a peneira, consegui observar apenas as que boiavam. Enfim, fui toda confiante para o ultrassom depois de três limpezas, mas o laudo veio que há pedras na vesícula e que a maior agora é de 18mm. Será que três limpezas foram muito pouco para tirar as pedras da vesícula? Posso ter expelido apenas pedras do fígado e não da vesícula? Como pode ter aumentado o tamanho da pedra? Será que fiz algo errado? Segui os procedimento como no livro, apenas, como não tinha hidrocoloterapia usei enemas de 1 litro. Talvez tenha bebido pouca água durante o processo. Estou bastante triste e terei que encarar meu médico que agora vai dizer de boca cheia que estes tratamentos não funcionam e que tenho mesmo que tirar a vesícula.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, primeiramente saem as pedras do fígado ao longo da limpeza. As da vesícula costumam sair nas limpezas mais avançadas, 6a., 8a., 10a....
      Na nova edição do livro de Andreas Moritz que está para ser publicado, ele comenta este aspecto, incentivando as pessoas a darem continuidade às limpezas até que saiam as pedras da vesícula. Quem tem gordura no fígado, primeiro sai a gordura, e durante 1 ou 2 limpezas pode não sair pedra nenhuma, fazendo a pessoa achar que a limpeza "não está funcionando". Mas tem que dar continuidade até sair a gordura para depois sairem as pedras. O mesmo com as pedras na vesícula, que são mais trabalhosas.
      No site espanhol www.lalimpiezahepatica.blogspot.com o autor do site, muito experiente no tema das limpezas, recomenda um método alternativo e mais potente para fazer limpezas com o objetivo de eliminar as pedras na vesícula. O que muda é o aumento da quantidade de azeite (250ml) dividida em 3 tomas a cada 15 minutos. Também sugere acrescentar uma xícara pequena de café de Coca-Cola (sim Coca-Cola) a cada mistura de azeite e limão. O ácido fosfórico da Coca-Cola contribui no processo. Copio o conteúdo abaixo caso interesse:

      Prepara un vaso lleno de aceite (250 cc) y divídelo en tres partes. Colócalo en tres vasos o pequeñas tazas. Prepara también un vaso de zumo de limón o pomelo casi lleno. Divídelo en tres vasos a su vez, y pon cada uno al lado de los del aceite. Tomarás una porción de aceite seguida de una de zumo de limón al instante, empezando con el primero a las a las 22h. Aproximadamente 15-20 minutos después tomarás otra porción, y a los 15-20 minutos siguientes otra. Estas tres equivalen a una ronda de limpieza, pero lo ideal es llegar a repetirla por segunda vez, sobre todo si tienes piedras en la vesícula. Los que tengan piedras en la vesícula, considero que deben tomar un mínimo de 250 cc de aceite (un vaso) en una o varias tomas, y mejor añadiendo también Coca-Cola. En total puede llevarte la primera ronda 30-40 minutos y con la segunda sobre hora y media. Normalmente la gente aguanta sólo la primera ronda por el empacho que produce el aceite. Hay que permanecer acostado en cama, por lo que lo ideal es disponer de un ayudante que nos ofrezca el aceite, pero también podemos dejarlo preparado al lado e ir tomándolo por nuestra cuenta. La primera hora, tras el último vaso que seamos capaces de ingerir, es importante estar acostado con una sola almohada para que la vesícula quede horizontal y su conducto boca abajo, lo que favorece la expulsión de sus piedras. A partir de esa hora, o si tenemos muchas náuseas, podemos semi-incorporarnos en la cama y pasar la noche con dos o tres almohadas o pasarla en un sillón reclinable bien tapados. Es aconsejable una bolsa de agua caliente en los pies, sobre todo en invierno o en climas frios por el destemple que produce el empacho de aceite. ún así, los que tengan piedras en la vesícula, considero que deben tomar un mínimo de 250 cc de aceite (un vaso) en una o varias tomas, y mejor añadiendo también Coca-Cola.

      Enfim, não desanime, siga com as limpezas e dê mais tempo para mais limpezas (pelo menos até fazer uma limpeza e não sair nada, indicando que o seu ciclo de limpezas acabou) até voltar a visitar seu médico!! Acredito que não tenha aumentado nenhuma pedra nesse período de tempo, mas sim que depois do movimento das limpezas elas estão posicionadas diferentemente na vesícula e alguma pedra que antes estava escondida agora está aparente nos exames.
      E caso se sinta à vontade, se dê o tempo que necessita para essas limpezas e para a possível operação da vesícula, e não o tempo que o médico te decretou.

      Excluir
    2. PS: capriche mais nas limpezas do Cólon! se o seu enema é de apenas 1 litro, repita a operação umas 3 vezes para que seja feita uma limpeza minimamente satisfatória. Tem enemas de 2 litros disponível no site www.perlas-prill.com.br

      Excluir
  25. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  26. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  27. Olá, hoje realizei minha quarta limpeza, porém, 30 minutos após tomar o suco de laranja mais o azeite, vomitei, pois estava já bastante enjoada após a segunda dose do sal de Epson. As pedras, como eu imaginava, acabaram não saindo, e fiquei preocupada. Como devo proceder? Obrigada Fernanda

    ResponderExcluir
  28. Olá, mesmo vomitando o azeite em 30 minutos ele já pode ter feito parte da ação para desencadear a saída de cálculos do fígado. Experimente fazer ainda hoje uma lavagem intestinal para ter certeza que não ficou nada preso nos intestinos...

    ResponderExcluir
  29. Oi, eu fiz a limpezano sabado agora dia 16 e vomitei o suco de maça com azeite pela manhã e estava muito enjoada, mas sairam as pedras, poucas mas sairam , confesso que fiquei decepcionada, achei que seriam mais pedras....pensei em tomar saia de epson amanha dia 18 para ver se sai mais....devo fazer isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tania,
      Saindo muito ou poucas pedras, faça sempre a limpeza do cólon após a limpeza do fígado. Não precisa tomar o sais de Epsom denovo. É comum que nas primeiras limpezas saiam poucas pedras, até desobstruir o ducto principal do fígado, a partir do que começará a grande descarga e sairão todas as pedras que estão presas por todo o fígado.
      Não desanime, cada pedra colocada para fora, seu fígado agradece.

      Excluir
  30. Olá Parvarti, primeiro agradeço sua atitude e generosidade em apoiar-nos.
    Dúvida: caso não seja possível a irrigação do cólon (ideal), o Colesan é uma alternativa orientada por Moritz. No site do perlas prill diz que "Colosan pode ser usado com segurança por 2 a 3 vezes ao dia, ingerindo de 4 a 6 cápsulas a cada toma, durante um período inicial de limpeza de uma semana". Minha dúvida é: se o ideal para limpeza do colon é o sexto dia (dia da limpeza hepática real), no caso da escolha pelo colosan, o certo é fazer o uso de uma semana dele para limpeza na mesma semana da preparação, ou seja, junto com o suco?
    Grata! Laura

    ResponderExcluir
  31. Olá Laura, está para ser publicado a nova edição do livro da Limpeza do Fígado que tem o dobro de páginas da edição atual, e nesta nova edição Andreas Moritz esclareceu muitas dúvidas que ficaram no ar. Eu particularmente espero que fique mais claro as explicações sobre a limpeza do colon, pois é muito grande o número de pessoas que entendem que podem substituir o enema ( ou irrigação, ou hidrocolonterapia) por outros métodos, como sais de Epsom ou Colosan.
    Mas a realidade é que NADA SUBSTITUI A LAVAGEM COM ÁGUA. Ele já falou sobre isso em vários blogs, em vídeos, livros. Tem que fazer a limpeza intestinal com água. Se a pessoa não está disposta a fazer essa limpeza, melhor não fazer a limpeza do fígado, pois o número de cálculos que podem ficar presos nos intestinos é suficiente para desencadear fortes efeitos de toxidade. E segundo Moritz, nenhum outro método que induza mais evacuações - como Sais de Epsom e Colosan - consegue arrastar para fora do cólon certas pedras que alojam em determinadas curvas do cólon.
    Assim que a senhora pode limpar o cólon durante a semana de preparação com suco de maça, será ótimo. Mas isso NÃO dispensa a lavagem intestinal que deve ser feita antes de tomar o azeite e no dia seguinte, ou até 3 dias depois da limpeza do fígado.

    ResponderExcluir
  32. Olá, gratidão pelos esclarecimentos que este blog traz... Sobre o tratamento para parasitas, quando ele deve ser feito em relação a limpeza?

    ResponderExcluir
  33. O mais recomendado é fazer o ciclo completo de limpeza do fígado, até chegar a fazer uma limpeza e não sair nada. Neste momento seu fígado estará limpo, pode tardar entre 8 a 10 limpezas, em média.
    Aí então é muito interessante eliminar parasitas, pois saberemos que eles não terão como instalarem-se outra vez em nosso organismo. Um organismo desitoxicado não é ambiente para parasita.
    Parasitas se desenvolvem, em sua grande maioria, em ambiente ácido. Num organismo desitoxicado o sangue está alcalino.
    Parasitas necessitam o alimento que são os dejetos que se acumulam no nosso trato intestinal quando há má digestão. Após as limpezas, o sistema digestivo volta a funcionar satisfatoriamente.
    Assim que, eliminar parasitas sem ter mudado estas condições básicas do organismo, que são um "ambiente"propício para a prolifereação de parasitas, não há garantia que o organismo não vá se infectar logo em seguida.
    Assim que, 1o. ciclo de limpezas e depois desparasitação.
    Exceção à regra: se estiver sofrendo de uma infecção aguda, combata imediatamente os parasitas - MMS, zapper, prata coloidal, ... - depois faça o tratamento completo.

    ResponderExcluir
  34. Tenho uma amiga nutricionista que me disse para deitar do lado esquerdo do corpo, pois o fígado é do lado direito, e deitando sobre o direito, estarei deitando em cima do fígado. Ela tem discutido com vários médicos, sobre possibilidade do livro estar errado. Qual lado devo deitar de fato? Barriga para cima é o jeito mais indicado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Pamella, Pois sim, de barriga para cima é o mais indicado. Se puder passar toda a noite nessa posição é o melhor.
      No novo livro Limpeza do Fígado, edição revisada e ampliada, a ser publicado no Brasil em 2017, Andreas Moritz fala somente para "não dormir de bruços".
      Mas o que pude compreender da recomendação de deitar sobre o lado direito é que, caso precise se mexer e encontrar outra posição, este é o modo de garantir que nenhuma pedra se aloje no canal pancreático - do lado esquerdo do corpo. O único risco que encontrei até hoje nesta limpeza foram os poucos casos que vi de pessoas que tiveram esse "acidente", de um cálculo se alojar e entupir o canal pancreático o que gera dores e muitas vezes necessita de intervenção cirúrgica para remoção do cálculo mau alojado. Mas esse risco é anulado se estamos deitados sobre o lado direito do corpo, já que, pela própria força da gravidade, não tem como o cálculo entrar no canal em questão.
      Reforço que esta é uma conclusão minha, depois de inúmeros depoimentos que tive contato, e dos raros casos que encontrei de pessoas que tiveram esse problema. Das centenas de pessoas que acompanhei as limpezas, nenhuma teve esse problema, as limpezas foram bem sucedidas, e seguiram as instruções de dormir sobre o lado direito (aspecto que eu particularmente sempre reforço, já que tenho entendido que este procedimento é para prevenir o cálculo mau alojado no canal pancreático).
      Ainda que num primeiro momento pareça contraditório, como sua nutricionista pensou, pois deixar o fígado liberado e no alto supostamente auxiliaria à limpeza, mas entendo que, por tudo que disse acima, é melhor deitar sobre o fígado e prevenir esse risco.

      Excluir
  35. Boa noite! Fui diagnosticada com calculos na vesícula e tenho sentido dor no abdomen alto que segundo o medico e por conta da inflamação... e muito incomodativo... esta agendada para 09/12 a cirurgia... contudo tenho lido sobre a limpeza e gostaria de saber se mesmo com este quadro de dor e inflamação posso realizar a limpeza. Desfe já agradeço. Abraço

    ResponderExcluir
  36. Olá Luciene, acredito que único modo de auxiliá-la é copiar aqui as recomendações de Andreas Moritz de como lidar com ataques de cálculo... não sei se são essas as dores que a senhora tem, mas de qualquer forma as recomendações abaixo aliviarão as dores e a inflamação e assim a senhora poderá fazer as limpezas. Se a senhora tiver a oportunidade de comprar a nova edição do livro (Editora Madras, R$54,00) a senhora encontrará o trecho copiado abaixo e toda a explicação de porque a retirada da vesícula deve ser a última opção, segundo o autor, apenas se a vesícula estiver severamente inflamada, perfurada, ou morta, o que não parece ser o seu caso.
    Boa sorte.
    ________________
    Geralmente me perguntam se existe alguma outra forma de pa- rar os ataques de cálculo na vesícula além da cirurgia de emergência. Muitos ataques de cálculos envolvem cálculos calcificados que podem passar da vesícula distalmente para outras partes do trato biliar, como o duto cístico, a via biliar comum, o duto pancreático ou a ampola he- patopancreática.
    A presença de cálculos pode levar a uma colecisitite aguda, uma inflamação caracterizada pela retenção da bílis na vesícula e que ge- ralmente gera uma segunda infecção por meio dos microrganismos intestinais. Em outras partes do trato biliar, os cálculos podem provo- car a obstrução das vias biliares que podem levar a sérios problemas de saúde como a colangite ou a pancreatite. Qualquer uma dessas doenças é considerada perigosa e significa, portanto, uma emergência médica.
    Em primeiro lugar, se você sofrer um ataque de cálculos, não significa que seja um candidato à cirurgia. Eu não gostaria que esse órgão tão importante fosse retirado de você, a menos que ele esteja severamente inflamado, perfurado ou morto. Em quase todos os casos que eu conheço, nos quais os pacientes permitiram que o cirurgião re- movesse a vesícula, eles continuaram a sofrer com ataques de cálculos, problemas digestivos, ganho de peso e aumento de risco de desenvol- verem câncer.
    continua...

    ResponderExcluir
  37. Na grande maioria dos casos, um cálculo preso consegue passar sozinho. Eu pessoalmente já tive mais de 40 cálculos dolorosos antes de realizar minha própria série de limpezas do fígado, e mesmo que algumas tenham durado mais de três semanas, as pedras sempre saíram sozinhas. Nunca sofri um ataque após ter realizado a limpeza, e se você tiver a tendência de sofrer com ataques de cálculos, isso pode servir para você também.
    No entanto, enquanto ainda tiver pedras no fígado e na vesícula, sofrerá com a chance de ter de um ataque após ingerir refeições gor- durosas, ovos, carne bovina, peixe ou outras proteínas. Para evitar a possibilidade de um ataque, é importante fazer mudanças necessárias em sua dieta e estilo de vida, como especificadas em meu livro Timeless secrets of health and rejuvenation.
    Se eu tivesse sabido lá atrás o que eu sei hoje, não teria sofrido de dores quando tive um ataque de cálculo. As seguintes recomendações têm ajudado milhares de pessoas com esse problema. Quando as dores cessarem, sugiro que espere uma semana e, em seguida, comece a pre- paração para a limpeza do fígado e da vesícula. Assegure-se de seguir todas as instruções deste capítulo à risca, principalmente aquelas que se referem à limpeza do cólon, antes e depois de cada limpeza do fígado.
    Eu descobri que, se você sofrer um ataque de cálculos após co- mer algo muito pesado/gorduroso/com proteínas, beber um copo de Salamargo (uma colher de sopa dissolvida em 240 ml de água) em jejum e colocar uma toalha de mão embebida em vinagre de cidra de maçã sob o abdome, bem como massagear vigorosamente e apertar o segundo, terceiro e quarto dedos dos pés, o ajudarão a parar o ataque rapidamente.
    Como já foi mencionado, uma pesquisa científica demonstrou que o Salamargo relaxa e dilata as vias biliares e a ampola hepatopancreática para que as pedras que estiverem presas possam passar até o intestino delgado e, finalmente, saírem do corpo. Não é uma surpresa ver por que todas essas pessoas que seguiram as instruções anteriores conseguiram parar o ataque de cálculos, evitar o desenvolvimento de uma pancreati- te e a cirurgia da vesícula.
    Além disso, eu também recomendo que as pessoas que sofram com ataques de cálculos bebam cerca de 180 ml de suco de beterraba durante as três ou quatro refeições depois do ataque. Só isso ajuda mui- tas pessoas a liberarem as pedras presas.
    Algumas pessoas realizaram a limpeza do fígado para não sofrerem mais com os ataques contínuos que apresentavam, e esta demonstrou funcionar muito bem, mesmo antes de beberem a mistura de óleos. No entanto, eu sempre alertei para a não realização da limpeza sem antes a do cólon, e, é claro, três dias depois.
    Para evitar novos ataques ou aliviar a dor vinda de um, ingira de duas a três colheres de sopa de beterraba crua e ralada (lavada se for orgânica, e descascada caso não seja), antes do café da manhã e do almoço, ou coloque-a na salada. Ela pode ser combinada com o suco de 1⁄4 de limão, 1⁄4 de colher de chá de cúrcuma e uma a duas colheres de sopa de azeite de oliva. Esse processo pode ser repetido todos os dias, até que a dor ou o desconforto desapareçam.
    Quando estiver sofrendo um ataque de cálculos, durante, pelo menos, três dias depois, evite ingerir ovos, carne bovina, frutos do mar, aves, leite, queijo, toranjas, laranjas, milho, feijões e nozes, ál- cool, açúcar, bolos, óleos hidrogenados e parcialmente hidrogenados. Ingerir vegetais cozidos, saladas, grãos leves, como o arroz Basmati, óleo de coco ou de oliva, manteiga clarificada ou normal em pequenas quantidades e frutas (exceto toranja e laranja) faz bem. Certifique-se de não comer em excesso.
    continua...

    ResponderExcluir
  38. Centenas de milhares de pessoas sofrem de ataques de cálculos todo ano. Existem muitos fatores que desencadeiam esses ataques, al- guns dos quais já listei neste livro. Para mim, costumava ser o levantar de objetos pesados ou a realização de exercícios de alongamento que pressionavam a vesícula e espremiam uma ou diversas pedras. Outras pessoas sofrem um ataque de cálculos após a ingestão de suco de la- ranja (os sucos cítricos estimulam a vesícula). Na maioria dos casos, no entanto, esses ataques são provocados pela ingestão de alimentos ricos em proteína (carne bovina, peixe, frango, porco, presunto, etc.), frituras, muita manteiga, cremes, sorvetes, chocolate, nozes em exces- so, leite de vaca, queijo, batatas fritas, salgadinhos, etc. Os ovos estão entre os principais desencadeadores de ataques de cálculos entre todos os alimentos. O excesso de ingestão de comida, não importa qual tipo, também desencadeia esses ataques.
    Se uma pedra ou resto de bílis tiver provocado uma pancreatite e a inflamação tiver cessado após o seguimento das recomendações anteriores, seria uma boa ideia realizar uma série de limpezas do fíga- do para evitar que essas dores voltem. Essa limpeza é extremamente importante caso sua vesícula já tenha sido extraída. Lembre-se, a re- moção cirúrgica da vesícula não resolve o problema real, que é, na verdade, a congestão da via biliar do fígado.

    ResponderExcluir
  39. Estou realizando a limpeza.Apos os cinco dias de preparação, hoje ja tomei duas doses do sal amargo, porem estou com muita dor de cabeça e vomitei duas vezes. Devo proceder com a limpeza e tomar o azeite, ou melhor não?

    ResponderExcluir
  40. Olá Leda,
    Na nova edição do livro da Limpeza do Fígado (edição revisada e ampliada publicada ano passado pela Madras) Andreas Moritz fala que a dose de Salamargo pode ser reduzida caso a pessoa tenha estatura pequena e pouco peso. Não sei se é o caso da senhora, de todos modos a dor de cabeça pode acontecer pois são muitas toxinas que são colocadas em movimento apenas com o Salamargo, que dilata vasos e já faz uma limpeza profunda no trato intestinal. No dia seguinte da limpeza também pode se sentir dor de cabeça ou náuseas por conta das toxinas.
    Sobre o vômito, pode ser um sinal para a senhora reduzir a dose de Salamargo na próxima vez (ao invés de 4, experimente 3 colheres de Salamargo para os 4 copos de água). Mas observe se está tendo diarréia suficiente, tanto no 6o., como no 7o. dias. A diarréias é fundamental para a o êxito da limpeza.
    E, finalmente, SIM, prossiga com a limpeza. A dor de cabeça e vômito são efeitos "colaterais"incômodos que a senhora está tendo - por conta de alta toxidade no organismo e sensibilidade ao Salamargo - mas não compromete o sucesso da limpeza, nem a limpeza poderá te prejudicar por conta desses sintomas. Resista e atravesse o mal-estar, e a limpeza te fará sentir muito melhor no dia seguinte.

    ResponderExcluir
  41. Por favor encarecidamente, a anos sofro de dores de cabeça fortíssimas já tentei durante anos tratamentos convencionais, passei por todos escalonamento medical sem sucesso, iniciei um tratamento de desintoxicação acompanhada por uma nutróloga quântica, a duas semana fiz a limpeza do fígado conforme todos os procedimentos corretos, enema antes enema depois também , expeli alguns cálculos não calcificados, porém o meu desespero Eh em relação do q pode ter acontecido q as dores pioraram, retirei da minha alimentação leite café e derivados glúten frutas cítricas , não entendo o porque as dores pioraram depois da limpeza podem me ajudar uma orientação do q pode estar acontecendo ??? Muito obrigada desde já !!!

    ResponderExcluir
  42. Olá Alessandra,
    Descreverei para a senhora o que estou imaginando ser uma das causas para o aumento das dores de cabeça. Um diagnóstico mais preciso poderá ser dado por sua naturóloga:
    Durante a limpeza o grosso das toxinas são eliminadas através dos cálculos que eliminamos na diarréia e lavagens intestinais. PORÉM uma grande quantidade de toxinas que estavam armazenadas no fígado são movimentadas e caem na circulação sanguínea, gerando dores de cabeça ou também náuseas. A limpeza intestinal é fundamental para eliminar o máximo possível dessas toxinas, mas ainda assim pode acontecer o que a senhora está sentindo, um aumento dos efeitos da toxidade no organismo.
    Então, segundo Andreas Moritz, o que é o mais recomendado nestes casos e proseguir com as limpezas do fígado com a maior rapidez possível, para assim se livrar das toxinas e consequentemente das dores de cabeça.
    Se há duas semanas a senhora fez sua primeira limpeza, já pode começar a preparação para sua segunda limpeza. O intervalo mínimo entre uma limpeza e outra é de 3 semanas ( e o máximo de 2 meses).
    Comece outra vez a beber o suco para, daqui 6 dias, fazer sua segunda limpeza, e se conseguir manter o ritmo de uma limpeza a cada 3 semanas, muito brevemete a senhora estará livre das dores de cabeça.
    NÃO SE ESQUEÇA DE TOMAR O CHÁ DE LIMPEZA DOS RINS A CADA 3 LIMPEZAS. TOMAR O CHÁ DURANTE OS 20 DE INTERVALO ENTRE UMA LIMPEZA E OUTRA. Este chá também auxilia MUITO a eliminar toxinas. A senhora pode adquirí-lo e tomar após cada limpeza durante uns 5 dias.

    ResponderExcluir
  43. Muito obrigada pela resposta já os agradeci em e-mail ! Porém uma dúvida por favor ....
    Já começarei a limpeza amanhã mesmo, porém a minha dúvida Eh quanto aos dias eu preciso necessariamente fazer os 5 dias de preparo bebendo o suco????
    Não posso pular nem reduzir nada ?
    Obrigada no aguardo

    ResponderExcluir
  44. Olá Alessandra, não pode reduzir, são 6 dias de suco, sendo que o sexto dia é o dia da limpeza propriamente dita.
    Esta limpeza já é muito reduzida, esses dias de preparo são o mínimo possível. Tenha em vista que é praticamente um processo cirurgico sem pré nem pós operatório. O único que necessita são esses 6 dias de preparação do fígado, amolecendo os cálculos, e sem ingestão de alimentos frios - que contraem o fígado - nem excessos de gordura, açucares ou proteína.
    Na Ayurveda a preparação desta limpeza é de 30 dias, assim que Andreas Moritz chegou nesses 6 dias como o protocolo mínimo mesmo.

    ResponderExcluir
  45. Olá. Gostaria de saber se é possível fazer a limpeza no período menstrual?
    Grata
    Larissa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é aconselhável, já que a menstruação é um tipo de limpeza do organismo, então ao sobrepor 2 limpezas pode-se sobrecarregar o organismo. Caso esteja tomando o suco de maçã e chegando o dia da limpeza tenha ficado menstruada, siga com o suco mais uns 4 dias, até o fluxo diminuir, e então faça a limpeza na sequencia.

      Excluir
  46. Quem já retirou a vesicula pode fazer este protocolo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim. leia o livro e veja as instruções de como proceder neste caso. Saiba que quem já teve cálculos na vesícula certamente tem muitos no fígado.

      Excluir
  47. Bom dia. Gostaria de iniciar minhas limpezas mas tenho planos de engravidar. ...posso ter problemas se fizer algumas limpezas e interromper p gestação e amamentação? Grata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O melhor que tem a fazer é fazer as limpezas até o final, o que pode durar uns 8 ou 10 meses, e depois disso engravidar. Seu organismo estará um muito melhores condições para nutrir o feto e para que voce mesma não tenha desconfortos durante a gravidez, como problemas de pressão, de humor, digestivos, enjôos, e outros que podem se apresentar, já que o processo de gravidez é uma explosão química e hormonal no organismo. Quanto melhor preparada a senhora estiver para vivê-lo, muito melhor para o seu bem estar e do feto.
      Mas se o plano é engravidar já, deixe para fazer as limpezas depois. Se der para fazer umas 5 ou 6 limpezas antes (5 a 6 meses) vale a pena fazer as limpezas antes da gravidez, pois nas 4a, 5a e 6a limpezas, quando feitas na sequencia em intervalos de 30 dias entre elas, saem muito material, cálculos profundos, e o organismo já recupera muito de seu funcionamento saudável. Aí neste caso pode fazer essas limpezas agora, e depois da recuperação do parto se dá a continuidade até eliminar todos os cálculos.

      Excluir
  48. Olá !!!

    Fiz minha primeira limpeza o mês passado e pude perceber que saiu uma especie de micro pedras marrons, penso que seja a tal da lama biliar que o médico havia me falado.
    Fiz a minha segunda limpeza a 3 dias. Acabei vomitando parte da mistura de azeite as 3 da manhã, mas mesmo assim o efeito foi o mesmo.
    Expeli umas 1.500 pedras de vários tamanhos e cores. Foi um sucesso. Ainda no sétimo dia fiz o enema para limpar as pedras do intestino e saiu mais umas 40 pedras ( inclusive a maior que eu encontrei), porém estou com um desconforto bem grande no lado direito entre a vesícula e o intestino. Penso que alguma pedra esteja enroscada no canal. A minha digestão está bem lenta também.
    Sendo assim, gostaria que me desse uma sugestão do que eu posso fazer para tentar liberar essa pedra enroscada.

    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Tomar Salamargo pode colocar essa pedra em movimento, caso seja algum cálculo enroscado como voce supõe. Tome pela manhã um copo de água com 1 colher de Salamargo durante 2 ou 3 dias.
      Mas o desconforto também pode ser efeito das toxinas liberadas durante a limpeza, que foi bem intensa, pelo o que foi descrito. Neste caso é importante tomar bastante água nos dias que seguem. Pode-se também fazer mais lavagens intestinais ao longo dos dias. Quando a limpeza é intensa, pode-se ainda nos 2 ou 3 dias que se seguem seguir chegando cálculos até o cólon...

      Excluir
  49. Olà

    Na 1º limpeza saiu uma espécie de areia marrom
    na 2º saiu mais de mil pedras de vários tamanhos e cores.
    Já na terceira limpeza saiu umas duas pedras verdes escuras e algumas poucas marrom claras bem pequenas. Saiu também um cheiro bem ruim. Porém eu estou com um certo desconforto bem no local da vesícula. Será que ficaram pedras muito grandes que não conseguiram sair da vesícula e por isso estou com esse desconforto?
    Sendo assim gostaria de saber se fiz algo errado ou as minhas pedras na vesícula estão acabando.

    Terminei minha limpeza hoje, mas a minha pergunta é: Por que a minha digestão não tem jeito de funcionar??????
    Quando eu como o meu estômago não digere e a minha barriga sempre fica inchada.

    ResponderExcluir
  50. Tenha paciência! Esse acúmulo de pedras é resultado de anos de abuso alimentares e má digestão. O método de limpeza do fígado é rápido e revolucionário, mas não é instantâneo... voce terá que estar com o fígado LIMPO para sentir todos os benefícios na digestão como espera. Considere, pela quantidade de pedras que expeliu na sua segunda limpeza, que talvez tenha mais umas 5 a 10 limpezas para fazer pela frente. Então siga disciplinadamente fazendo uma limpeza por mês, e tenha certeza que mais cedo ou mais tarde sua digestão se normalizará.
    Sobre o desconforto na região da vesícula, siga a instrução dada há um mes atrás na sua pergunta anterior utilizando Salamargo, bebendo água e fazendo lavagens intestinais.

    ResponderExcluir
  51. PS: lembre-se de fazer a limpeza dos rins a cada 3 limpezas. Está na hora de adquirir as ervas recomendadas no livro e fazer o chá renal durante 20 a 30 dias... não encontrando todas, que é bem difícil, compre as que encontrar e faça o chá com elas.

    ResponderExcluir
  52. PS2: no site www.perlas-prill.com.br tem também uma receita de ervas para os rins, eles vendem um pacote grande com quantidade suficiente para 30 dias do chá.

    ResponderExcluir
  53. Olá! Já faz meses que sinto muitas dores devido as pedras na vesícula. Sinto dores todos os dias. vivo tomando chás pra ver se diminui. Já estou fazendo um reeducação alimentar, mas ainda assim sinto dores com quase tudo que como. Gostaria de saber se posso fazer a limpeza mesmo com essas dores. Pois as mesmas não passam. Estou com uma cirurgia agendada mas não gostaria de fazer.

    ResponderExcluir
  54. Olá, Andreas Moritz conta que iniciou seu próprio ciclo de limpezas do fígado por conta dessas dores, e que essas crises desapareceram em definitivo.
    Pode e deve fazer a limpeza mesmo estando numa crise.
    Compre o livro, no capítulo 3 ele fala dos ataques de vesícula, se informe direitinho, e siga o passo-a-passo à risca para fazer uma boa limpeza. Faça uma limpeza por mês até seu fígado estar limpo (intercalando com limpeza dos rins a cada 3 limpezas do fígado, como verá no livro) e estou certa que as dores desaparecerão definitivamente e que o senhor estará limpando e devolvendo a saúde para sua vesícula, ao invés de extirpá-la.

    ResponderExcluir
  55. Olá,acabei de fazer minha limpeza,e vomitei depois de 1:30h de estar deitada,Não havia feito o enema antes pois não sabia que tinha que fazer achei que o salAMARGO só bastava,tive bastante desconforto no lado direito durante o repouso e logo após tbm permaneceu fiquei apreensiva será que é normal ou aconteceu alguma coisa,quase não saiu muita pedras me baseio em algumas postagens que vi,senti tontura fraqueza dor de cabeça,eu fui me informar mas um pouco quando li sobre o enema e fiz Ainda sinto desconforto São 22:26h do 7 dia é normal quase não tenho fome,apesar da fraqueza e o ânus parece que asso não da pra toca ..sempre tive intestino preso e inchaço no abdômen tudo que comia até ar ficava assim.agradeço muito

    ResponderExcluir
  56. Olá.
    Fiz minha primeira limpeza,Eu não estava tão bem informada quanto ao fazer um enema antes,vomite depois de 1h30m do repouso, tive um desconforto bem forte no lado direito durante o processo e depois; quase não expelir pedras senti tontura fraqueza e um leve dor de cabeça chatinha o dia todo.O que fiquei preocupada foi esse desconforto que chega a ser dorzinha posso tomar a sal amargo no 8 dia ainda ?Eu pesquisei e achei importante fazer o enema fiz e posso fazer outra vez? Não tenho fome é normal;apesar da fraqueza? E essa água que sai parece corrosiva meu ânus está assado não da pra tocar...e o que acontece com nosso organismo se não fizer mas essa limpeza o que ocorre com nosso fígado gratidão profunda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estes são os sintomas de intoxicação por não haver eliminado do cólon os cálculos. Eles estão presos nas fezes antigas e sendo reabsorvidos. Pode sim tomar o salamargo. Pode tomar uma dose diariamente até se sentir melhor. E pode também fazer as lavagens intestinais durante uns 5 dias para colocar para fora o máximo de cálculos que puder.
      O melhor que tem a fazer é seguir com as limpezas pois o que você sentiu são sintomas que expeliu muitas pedras e seu fígado deve estar saturado delas. Sabemos como é incômodo esses sintomas que sentiu mas pode ter certeza que a longo prazo a sua má digestão vai piorar e o desconforto será bem maior além das diencasnxronicas que podem acarretar.
      Leia o livro, se informe direitinho, não deixe de fazer as lavagens intestinais antes e depois de cada limpeza e tenho certeza que não se arrependerá.
      Faça também as limpezas renais tomando a receita de chá renal a cada 3 limpezas do fígado que isso auxilia a desintoxicar o organismo. Para este momento agora a senhora pode adquirir no site perlas.prill.com.br a receita de chá para detox renal e tomar esse chá durante uns 10 dias que também eliminará se seu organismo o excesso de toxinas que ficou após essa limpeza do fígado mal feita.

      Excluir
    2. O que está assando seu ânus são as toxinas não a água do enema. Melhor colocar essas toxinas para fora do que mantê-las dentro do organismo, ainda que para isso tenha que suportar essa dor no ânus durante 1 ou 2 dias. Observar que o enema deve ser de 2
      Litros. Qualquer volume de água menor que este não tem condições de limpar os intestinos. Quando saír o excesso de toxinas a fraqueza passará e a fome retornará. É um caso de toxidade por conta de seus próprios cálculos sendo reabsorvidos pelo seu organismo.

      Excluir